domingo, 24 de julho de 2011


Era a minha musa e a minha Diva!
Adorava todas as suas músicas, todas sem excepção!
Torcia os dedos esperando que grava-se um 3º álbum!
Adorava o seu ar de estrela, o make-up dos olhos, inconfundível, única, o ar "estou-me a lixar para o que pensam de mim"! O ar "faço o que quero"! O politicamente incorrectíssimo! A extravagância!
Adorava-a! E, ainda, adoro! E vou adorar sempre!
Marcou-me com a sua irreverência e, acima de tudo, pela artista que foi! Dona de uma voz maravilhosa, diferente, soul / jazz, tudo em 1, um estilo que só ela tinha!
Permitiu-se a todos os excessos! E foi assim até ao final! Todos já prevíamos o seu final! Mas isso não faz sombra ao seu talento! Odeio a tão grande importância que dão à sua "vida de excessos", à "droga e ao álcool"! Resumindo desta forma a sua carreira/vida/talento! Não percebem que foi muito mais do que isso?!
Voz única, estilo, moda, make up, o cabelo, maneira de estar, o amor da sua vida, as suas letras, o seu talento, marcou uma geração, a minha geração, frustração inerente a todos nós em algum momento das nossas vidas, a incapacidade de vencer o amor!
Lados negros, sombrios, escuros, todos nós temos, tivemos, passamos por eles, porque a vida assim nos "obriga"! Mas não resumimos a nossa vida a isso!
Estou triste! Sei que jamais terei uma oportunidade de ir a um concerto dela. Que não fará músicas que me farão cantar (muito alto) em casa ou no carro!
Mas que delícia de cd nos deixou! Que marca enorme deixaste na minha vida de universitária! Aquele risco negro nos olhos que eu quero adoptar! E não! Não vou esquecer de tudo o que vivi ao som das tuas músicas!
Até sempre! estrela... Amy!

*foto internet...*

Sem comentários:

Enviar um comentário