quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Às vezes, tudo corre bem e não damos valor às coisas que temos, ao trabalho que temos, às pessoas queridas que nos rodeiam!
Porque temos a estranha necessidade de estragar tudo, não dando valor a nada, até magoar as pessoas que mais adoramos?!
Para só mais tarde, darmos conta do que estragamos, do que pusemos tanto a perder!
A necessidade de querer e fazer sempre mais e melhor, mas caminhando pelo percurso mais errado de todos!
"O nunca estar contente!"
Porque é tão díficil viver alegremente, um dia após o outro! Ainda para mais se temos tudo para que a felicidade exista e perdure!
Sensação horrível de ingratidão e descontentamento permanente!
Mas que há-de passar! Sempre passa! (mas sempre volta)!

Sem comentários:

Enviar um comentário